Camisinhas e anticonceptivos – Como funcionam e a importância!

Sabemos que hoje em dia existem muitos métodos e técnicas para que haja uma vida sexual mais saudável e prazerosa para qualquer casal. De viagras naturais para homens até remédios para aumentar prazer de mulheres, a saúde e felicidade sexual a dois fica cada vez facilitada.

Entretanto, no meio desse processo, há uma coisa muito importante que geralmente é esquecida: a camisinha. As camisinhas de latex são feitas da seiva de árvores de goma, um material forte que não permite a passagem do esperman, bacteria ou vírus, incluindo o HIV.

Eficácia das camisinhas de latex

Estudos de laboratória indicam que as camisinhas de latex são 98% eficazes em prevenir a transmissão de doenças sexualmente transmissíveis incluindo o HIV ao ser uma barreira eficiente. É mais difícil determinar se um usuário foi exposto a uma parceira infectada ou se usou a camisinha corretamente.

Vários estudos epidemiológicos demonstram que os usuários de camisinhas de latéx e suas parceiras tem uma frequência mais baixa de gonorréia, a doença inflamatória da pelvis, e o câncer pélvido que as pessoas que não usam camisinhas, Outros estudos ensinam que quando se aumenta o uso de camisinha, se reduz a possibilidade de transmição de doenças sexuais incluindo o HIV.

Num estudo de dois anos na Europa com parceiras “discordantes”, onde uma pessoa está infectada com o HIV e a outra não, os investigadores demonstraram que o uso consistente de camisinha reduz significativamente a possiblidade de passar o HIV de uma parceira infectada a uma não infectada.

De 124 parceira discordantes que usaram camisinha consistentemente durante o estudo, nenhuma das pessoas não infectadas, chegaram a se infectar o o HIV. Em contraste com 121 pessoas discordantes que não usaram camisinhas consistentemente, 12 (10%) das pessoas não infectadas se infectaram durante o estudo.

A prevenção de embaraços: a eficácia da camisinha de latex como um método anticonceptivo varia de 87% a 98%, segundo a provação e o mais importante é o uso consistente. Se são usadas corretamente para cada ato sexual de penetração, as camisinhas de latex sã 98% eficases em prevenir gravidez. Quando se cortam os erros do usuário (como não colocar a camisinha corretamente sobre o pênis), as camisinhas tem um nível de eficácia em torno dos 87%.

As camisinhas de latex para o sexo anal: não existe nenhuma dúvida que o uso de camisinhas de latex reduz a transmição de doenças sexualmente transmissiveis. Mas existem poucos estudos que tem investigado a eficácia das camisinhas durante o sexo anal. Um repasse do tema, publicado em 1997, diz que os poucos estudos que se tem levado a cabo afirma que a frequência de rompimento e saida acidental da camisinha, em geral são maiores que no sexo vaginal.

Por que o risco de transmição é mais alto pelo meio do sexo anal?

Porque uma ruptura de uma camisinha durante o sexo anal, pode trazer algumas consequências muito sérias. Devido ao risco maior de transmição do HIV pelo coito anal, a ruptura de camisinhas durante o cuito anal tem sérias consequências. Vários estudos documentam que em situações de alto risco sexual, o uso consistente de camisinhas reduz significativamente o risco, mas não elimina a possibilidade de novas infecções como o HIV.

Taxas de rupturas de camisinhas de latex: novos estudos ensinam que os condones de latex tem poucas incidências de rupturas, poucos defeitos e que são boas barreiras para prevenir as doenças infecciosas. As camisinhas de latéx não tem buracos naturais ou poros por onde se permitem passar partículas infecciosas.

Um estudo sobre prevalecer as rupturas e saidas acidentais de camisinhas indicam que 353 atos de coito sexual entre profissionais do sexo e seus clientes em Nevada – Estados Unidos, hávia somente dois relatos de camisinha rompida no momento de tirar o pênis. Outro estudo reportou uma taxa de ruptura de 2.1% e uma taxa de saída acidental de 1.1% para camisinhas de latéx durante o coito sexual. Em um estudo na França de mais de 700 heterosexuais, a cifra de rupturas era de 3.4% e de taxa de saída acidental era de 1.1%.

Maior eficiência das camisinhas de latex: os estudos também tem assinalado que o nível de experiência diminui as incidências de rupturas. A lubrificação externa das camisinahs de latex (são lubrificantes a base de água) tem incidido na diminuição das taxas de rupturas sem aumentar significativamente as incidencias de saídas acidentais das camisinhas. O uso de ambos camisinhas de homem (externos) e de mulher (internos) para o mesmo ato sexual não se recomenda pela possibilidade de fricção que aumente ao usar simultâneamente duas camisinhas.

Para assegurar a maior eficiência das camisinhas e reduzir os erros:

  1. Use lubrificantes a base de água com camisinhas de latés.
  2. Não use lubrificantes a base de óleo com camisinhas de latéx.
  3. Mantenha as camisinhas de latex em um lugar seco e fresco..
  4. Não exponha as camisinhas de latex a luz solar direta ou a temperaturas mais elevadas.
  5. Use camisinhas que não estejam defeituosas e observe a data de validade na embalagem da camisinha.
  6. Não use camisinhas em embalagem danificada ou em embalegem que esteja aparentemente velhas.
  7. Pratique com as camisinhas de latex antes de usá-la com sua parceira.

Modelos de camisinhas de latex

Existem duas talas de profilaticos no mundo: a européia e a asiárica de diâmetro e longitude menos. Esta diferença de tamanhos é justificada, já que, segundo o famoso estudo Kinsey, a raça e o tamanho do pênis estão em estreita relação. Os dados deste estudo publidade em EEUU em 1948, revelam que o aparato genital dos varões orientais é em torno de 2,5 centímetros mais curto que a referência ocidental.

Atualmetne, está esperimentando-se um novo tipo de camisinha, especial para a comunidade gay, fabricado com uma variedade de poliuretano chamada Duron, que garatia uma maior resistência sem perda de sensibilidade. Até o momento os profiláticos utilizados para as relações homosexuais são bastante mais grossos, já que a região anal provoca uma erosão importão e, por agora, era a única maneira de garantir que não se ropiriam durante penetração. Somente nos países do norte da Europa se vendem preservativos especialmente indicados para este tipo de relações, que também inclui um lubrificante hidrosoluvel a base de silicone, que torna mais difícil sua ruptura.

  • Estriadas ou com rugas: Preservativos indicados quando existe dilatação vaginal, algo muito habitual depois de um parto. Serve como estimulante das paredes vaginais e proporciona maior prazer.
  • Anatomicas: São um tipo de preservativos ligeiramente mais largos no extremo superior e, teoricamente, fazem sentir-se mais cômodos ao homem.
  • Coloridos e de sabor: Os sabores não são reais, semdo que incluem substâncias aromáticas. Os de cor tem sido especialmente desenhados para que os pênis das pessoas de raça negra não percam seu aspecto original ao usar um preservativo.
  • Extra finos: Tem uma grossura mais reduzida e, embora a sensibilidade seja praticamente a mesma, proporcionam um fator psicológico muito importante para as pessoas ao usar a camisinha
  • Lubrificados: Normalmente cheios de silicone, devem ser utilizados quando há sequidão vaginal, algo que ocorre a mulher ao terminar a menstruação.
  • Retardantes: Banhados em uma substância anestésica, normalmente bendocaína, que retarda a ejaculação. Indicados para os homens que sofrem ejaculação precoce.
  • Com espermicida: Recubertos com substâncias repelentes de semen, como o Nonoxinol 9, que não danificam a camisinha

Modo de emprego

O preservativo é um dos métodos anticonceptivos mais seguros que existem, sendo praticamente impossível que se rompa. Quando falha, normalmente é a causa de uma colocação inadequada. Por isso é tão importante uma correta colocação, Há quem comente que teve que parar para poder enfiar novamente. É um grande erro.

Tem que aproveitar qualquer situação para desfrutar o sexo. Pode ser muito divertido que ela ponha em você, que coloque sua mulher ela te fala, etc. O realmente importante é que caia bem após colocado e para ele tem que seguir os seguintes conselhos: